Pacientes Especiais em Odontologia

A primeira abordagem odontológica deve ser composta de uma aproximação com o paciente e familiares.


 

Ultimamente, na Odontologia existe um movimento maior no entendimento e na prática clínica oferecida a pessoas com necessidades especiais.

Classificação pacientes com necessidades especiais

  • Deficiência mental
  • Deficiência física, Anomalias congênitas (deformações, síndromes)?
  • Distúrbios comportamentais (autismo)
  • Transtornos psiquiátricos
  • Distúrbios sensoriais e de comunicação
  • Doenças sistêmicas crônicas (diabetes, cardiopatias, doenças hematológicas,
  • insuficiência renal crônica, doenças auto imunes, doenças vesículo bolhosas e etc.)
  • Doenças infectocontagiosas (hepatites, HIV, tuberculose)
  • Condições sistêmicas (irradiados, transplantados, oncológicos, gestantes, imunocomprometidos)

O atendimento ambulatorial deve ser sempre realizado em conjunto com a família e por profissional capacitado. A primeira abordagem odontológica deve ser composta de uma aproximação com o paciente e familiares assim como o conhecimento das condições médicas preexistentes. Estas pessoas têm uma necessidade aumentada para o cuidado preventivo odontológico; para prevenção de cárie e doenças periodontais. A maioria destes pacientes não apresenta plena capacidade de realizar seus cuidados bucais necessitando da ajuda de demais pessoas. A participação de familiares ou responsáveis nestes cuidados é fundamental para o sucesso do tratamento odontológico e para promoção da saúde bucal do paciente.

 

Home | A Clínica | Equipe | Especialidades | Unidades | Agendamento | Casos clínicos | Dúvidas | Contato
Oral Clinic © 2012 Todos os direitos reservados